quinta-feira, 7 de junho de 2012

Amor talvez, de certeza, amor

Era tudo meio turvo, mil futuros que não serviam, não eram de mim, nem para mim, um eu quase cego, louco, ruendo por unhas e versos, musicas de bar, pedidos, perdido em verbo. A capacidade, as garras e as cruzes, se esvaiam aos poucos, vindo dos cantos, montes, muitos desejos, nada de concerto, coisa mais firme, amor talvez, talvez amor. Metade de dois, um só, quase nada de cem anos, um mundo meu, nosso conto de reis, de réis. O isso foi mudado de forma leve, breve, nessa sociedade de dois, os quatros são sonhados em quarto, passar o tempo, fazer a reza, criar a comida, e tentar em carta, constuindo oito casas, conquistando um novo Império Romano. As sementes agora brotam, colorindo o quintal, os livros pendurados no varal, borboletas que ainda habitam meu estômago, e em coro, grilos que cantam, passáros bobos, batucam o telhado, dançando, comigo, festejam esse encanto de vida, boas novas, seja bem vinda, minha bela, de pele doce, história clara, deusa dos meus lábios, te rogo em delirios, vivo por teu sorrisos, amada, isso é amor,de certeza, é amor.

18 comentários:

  1. Minha prece é para que as borboletas nunca abandonem o estômago de vocês dois...

    #Lindo, como sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E essa é uma das vantagens de ser um escritor, e que, não só você, mas todos os leitores para com você a viver e torcer pelo sentimento expresso.

      Muito obrigado! *-*

      Excluir
  2. Ola (:


    Adorei o texto, pequenino mas verdadeiro !


    Perfeito *_*



    Beijinhos


    Anne M

    ResponderExcluir
  3. "E agora, com sua bela ao seu lado,
    teu quarto com os quatro cantos,
    serão pintados de branco, como a
    paz que irá reinar em teu estomago.
    Não serão borboletas, mas com certeza,
    serão movimentos puros de dança, melodias
    e VIDA!"
    Adorei te ler e me empolguei...rsrs
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu adorei suas palavras!
      Parabéns, e obrigado ;)

      Excluir
  4. Que sentimento lindo, adorei o texto *--*

    Beijoos ;*
    garotanadanormal.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Estou a seguir.

    http://writersfield.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  6. Muitos destes textos fazem-me pensar. GOSTO :)
    Sigo :))
    Segue-me também...
    http://thebestmomentss.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde, Fernando. A sua amada sente o seu amor e de ti não se afastará tamanha a beleza e intensidade desse sentimento.
    Amem, encontrem-se um no braço do outro com sinceridade e paz!
    Um beijo na alma, e fique na paz!
    Feliz dia dos Namorados, que para mim é, ou deveria ser todo dia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Naay diz: Patrícia, sinto sim, e como sinto esse amor. E o que aparece aqui em versos, em nossas vidas aparece em carinho, companheirismo, e amor. Muito obrigado por suas palavras. ;)

      Excluir
  8. Olá lindo blog!Parabéns adorei seus textos beijos.

    ResponderExcluir

Divida seus carmas e palavras;