domingo, 12 de fevereiro de 2012

Foi do acaso, uma demora válida, dois ou mil motivos, dependiam só de mim, do eu escrito, metido entre tantos devaneios, segredos, desejos, declarações, revoltas e várias doses de solidão, até um certo ponto final, de interrogação, e mais, do nada, um tudo que fosse simples, degradado e lindo. Acho que o capricho tomou conta dos meus dedos, tudo teclado e rabiscado pelos olhos era vindo de coisas tão banais, casuais para tantos, mas que para um aspirante a escritor como eu, isso de relatos, de cravos e rosas, e de poemas inteiros dentro duma frase, duma só palavra, de ser mais do que meu corpo mostra, uns poréns, e ela, uma lombra de virtudes que não existe, iluminado pelas poças d'agua benta, eu caminho por entre meus pecados e os perdões, dos santos, dos negros, e do meu bléfe que se faz  a cada coisa aqui dita. São saias que saem de dentro do quarto sujo, são breves agradecimentos de tantos que me fazem elogios, que desdenham e que no final nem compram, não cospem, e por gostar disso, dizem que sou louco, cego, que cavo covas sem fundo, se inicio, no meu sentido, só se sabe o que é, quem perto, aqui do lado, grudado, comigo vive. O pouco que se tem vem do muito que não quis. As telhas são novas, os muros já estão reforçados, um liso piso, dois quartos, a sala, tudo isso visto como e quando se quer, a cidade  pequena, entre o sul de Minas e o norte de Manaus, bem no meio do sorriso alheio, com prédios feitos do brilho das nove luas, e aqula fração de segundos que se pode querer voltar ao fim da Infinita Highway, perto de onde mora Nicanor, pois lá, A casa é sua, e eu, só quero ser como vocês. Isso tudo era para ser um só texto, e na verdade é, mas os que já passaram por aqui sabem que o verbo se faz por vários sujeitos, falo de amor como falo de guerra, é tudo muito relativo, repetido, chato e mais ainda, novo, sangrado e por muitos rejeitado, por minha amada, colocado em prática, por mim, não mais que bobas, doidas, curtas, mas as mais sinceras e duradouras palavras.

                              Obs: Depois de mais 365 dias escrevendo aqui, quero agradecer a todos que me fazem companhia, aos que me deram apoio para o pontapé inicial e em especial, a mulher que me serve de inpiração e que também faz o papel de moderadora do ENTRE CARMAS E PALAVRAS, Nayara Aires, obrigado meu anjo, sem você nada disso teria sentido, nada disso seria real, nada seria nada. Enfim, um parabéns não só ao escritor mas, aos mais de 17.900 motivos para que eu continue assim, deixando vocês a mercê do que sinto, vivo e talvez sonhe, mais uma vez, obrigado, muito, mas muito obrigado.

25 comentários:

  1. Fernando, seu blog é muito bom! Não estava acompanhando-o há um ano, mas a partir de agora estarei por aqui! Abraço

    ResponderExcluir
  2. Parabens e que continue por muitos anos...Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, e sim, esse é o primeiro de tantos anos que virão, abraço.

      Excluir
  3. Foi por meio deste blog que eu conheci o verdadeiro Fernando, que deixara de ser apenas mais um conhecido, mais um que me fazia rir, e que tinha umas cantadas "sem noção". A partir daqui, eu comecei a vivenciar o que é gostar de alguém, e antes mesmo de ficar com você, eu ja me sentia dependente, dependente de você, das frases, da presença. E a cada texto aqui escrito, se reacende aquele sentimento inicial, daquele 1° texto - Caleidoscópica -, da 1° declaração, do 1° beijo. E só pra você saber, hoje tudo isto já é necessário. Eu Te amo. Eu te amo mais do que tudo. E quanto ao sucesso do blog, parabéns meu amor, você merece!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem palavras meu bem, literalmente, sem palavras, rs, te amo coisa linda e mais uma vez, valeu por tudo :D

      Excluir
  4. Primeira vez por aqui, não acompanhei esse seu ano, mas seu blog parece ser muito legal..

    Parabéeeeeens! =**

    ResponderExcluir
  5. Muito obrigada!
    Também vou seguir:)

    ResponderExcluir
  6. Parabéns , muito boom poder ter o privilégio de acompanhar ENTRE CARMAS E PALAVRAS .. uma pena que não acompanhei desde o ínicio mais pode ter a certeza que pelo pouco tempo que acompanho jaa chorei muito' rs , e mais uma vez parabéns você merece Nando !

    ResponderExcluir
  7. decidi vir espreitar e gostei, aproveito desde já para lhe dar os parabéns pelos 365 dias :) beijinho!

    ResponderExcluir
  8. Olá... Fernando .. Parabens pela dedicação... seu blog e demais...

    Estou participando do concurso do texto mais bonito, gostaria de pedir uma ajudinha... leia o texto se gostar votem em mim.. http://asoonhadora.blogspot.com/2012/02/estou-bem-muito-bem.html
    O link para votação esta lateral ao texto... encontre o meu blog na lista(Dias melhores para Sempre!!!) e vote não esqueça de ler o texto e lindo e sempre vale a pena refletir
    Obrigada!!!!
    Bjks
    Daiana - Dias Melhores para Sempre !!!
    http://daidesiderio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Meu caro seja bem-vindo ao meu blog. Estamos neste mundo juntos. Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Obrigada! O teu blogue está fantástico.

    Sigo*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado.
      Seguirei de volta o seu blog ;)

      Excluir
    2. Que especial, minha primeira visita aqui, e você fazendo 1 ano de blog *-* parabéns, gostei daqui, e que venha mais e mais anos.

      Excluir
    3. Seja bem vinda. e que esses anos que venham possam contar sempre com sua visita ;)

      Excluir

Divida seus carmas e palavras;