segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Olha lá, cá estou a desejar, ela, um ser que desvairadamente se faz lindo, que me invade, pelo canto da porta, entra como um vento forte, aquela brisa vinda do leste, que de nada passa com piedade, não se sente, por eu sentir, me apego ao jeito, peito, cobre e, me cubra de beijos, da alma, de leite. Entre nós, me diz: um par de sonhos serve, ou uma pá de sonhos ao teu lado seria melhor? De fato, o fardo de se, te amar, é essa merda de saudade que não sai de perto, fica por cima, ao lado, e pior, por dentro, pois voltando aos sonhos, na maioria das histórias mal contadas, só se viaja na mente, em, naquilo que convém, que se quer, espera, não não, não se tem. Sei que talvez muita coisa não venha, o suposto, suponho, exponho e ganho, com você nada é como pensado, na verdade nada realmente é, tudo meu, teu, faz de conta, dois contos de réis, algo de porcelana e de repente, ela começa a dançar bonito, um tango, o samba, vários passos e passáros, não sabia o que era aquilo, caindo em abismo de mão dadas com algúem tão meigo, tão isso para mim, e mais e mais eu a amava, como a amava. Nessa ultima junção, dois corpos por um inteiro, nem era mais eu, agora dara lugar ao nosso, aquela soma, o quadro da sala, os sorrisos, as velas, e que no fim, agora, somos noivos, casados, ardentes, amados.

26 comentários:

  1. Oi!!!
    Amei *-*
    Belas palavras
    "e fato, o fardo de se, te amar, é essa merda de saudade que não sai de perto,"
    A mais pura verdade
    Boa semana
    bjins

    ResponderExcluir
  2. mil obrigadasss!! :,)



    também tens um nice blog.



    beijinhos **

    ResponderExcluir
  3. Fernando, convido a ti e a teus leitores para conhecerem e participarem com suas produções literárias do Urbanasvariedades, o modo long play do Urbanascidades, blog cultural de produção coletiva. Visite urbanasvariedades.blogspot.com. e solte o verbo.
    Um abraço,
    Paulo Bettanin.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz com o convite,
      escolherei um texto e entrarei em contato com você!
      ;)

      Excluir
  4. Adorei o texto e a imagem! ;)
    Vou seguir!!

    ResponderExcluir
  5. Coisas de amor nos leva a uma ebulição de sentimentos galopantes que as vezes nos retira o ar, somos assim, suscetível aos desafios do contato, quase sempre cegos,sem razão, como o verdadeiro amor deve ser.Abraço de admiração pelo belo post,pelo belo blog.Do leitor e fã.:-BYJOTAN.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Belas palavras, parabéns!
      e obrigado pelos elogios ;)

      Excluir
  6. Uau! Belo texto, Fernando. Gostei mesmo das suas belas palavras. :D
    http://monisegabriely.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oh, muito obrigada! Gostei, também!

    ResponderExcluir
  8. obrigada pelo teu comentário! :)

    ResponderExcluir
  9. Adoráveis, amáveis,belas e suaves palavras.
    Lindo mesmo
    Abraço!!

    ResponderExcluir

Divida seus carmas e palavras;