segunda-feira, 16 de junho de 2014

Por quanto me insultas? Sabes que sou mortal, falo com baixeza e imoralidade, nego-me em sentimento que tenho, te venero por tão perfeita que sois aos meus olhos e, que meu coração não suporta mais as minhas falsas negatividades para contigo, amiga, deusa mais que adorada, amada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Divida seus carmas e palavras;