segunda-feira, 18 de abril de 2011

Quanto tempo, eu já nem sei mais o que é meu, nem quando, nem onde 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Divida seus carmas e palavras;